sexta-feira, 28 de maio de 2010

atualização do ranking da fifa

Com as preparações para a Copa do Mundo da FIFA se intensificando, pouco mais de 20 amistosos foram disputados no mundo todo nas últimas semanas. Consequentemente, houve poucas alterações na mais recente edição do Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola, a última a ser publicada antes da África do Sul 2010.

O duelo pelo topo da lista entre o líder Brasil e a campeã europeia Espanha continua. Ambos têm boa vantagem sobre o pelotão formado por Portugal, Holanda e Itália. Em seguida vêm Alemanha, Argentina, Inglaterra e França e, mais atrás, dois países que não estarão na África do Sul 2010, Croácia e Rússia, e que devem perder ainda mais terreno após o torneio.

Já os anfitriões do Mundial receberam um incentivo: a seleção sul-africana não só venceu dois amistosos como ganhou sete posições no ranking, mais do que qualquer outra equipe. A África do Sul agora ocupa o 83º lugar. Os únicos países que conquistaram um avanço semelhante foram Omã (que aparece na 91ª colocação, depois de subir seis posições) e Estônia (em 99º lugar, galgando cinco posições). No grupo dos 100 melhores, Burkina Fasso (em 48º, com alta de quatro posições) e Montenegro (que avançou uma posição e agora é o 64º colocado) atingiram suas colocações mais altas desde a criação da lista.

Dos 20 melhores, somente Croácia, Rússia e Egito estarão ausentes na África do Sul. Com base na nova edição do ranking, o Grupo G — que conta com Brasil, Portugal e Costa do Marfim — ainda é o mais equilibrado da Copa do Mundo da FIFA 2010, contanto que apenas as três melhores seleções sejam levadas em conta. A média do trio é de 1.239 pontos e 10º lugar. No entanto, levando-se em consideração as quatro seleções, o Grupo D da Alemanha (18º lugar é a colocação média) encabeça o ranking, enquanto o Grupo H da Espanha é o mais forte em termos de pontuação (1.013 em média) — à frente do suposto "grupo da morte", cuja média é o 34º lugar e 1.000 pontos.

A próxima edição do Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola será publicada no dia 14 de julho de 2010.

Confira abaixa a atualização do ranking com as equipes que estão participando do mundial. (em parenteses a diferença de pontos para o ranking anterior)

1 Brasil 1611
2 Espanha 1565
3 Portugal 1249
4 Holanda 1231 (+10)
5 Itália 1184
6 Alemanha 1082 (-25)
7 Argentina 1076 (-08)
8 Inglaterra 1068
9 França 1044
...
13 Grécia 964 (-04)
14 EUA 957 (+07)
15 Sérvia 947 (+03)
16 Uruguai 899 (-03)
17 México 895 (-41)
18 Chile 888 (-60)
19 Camarões 887
20 Austrália 886 (+03)
21 Nigéria 883
...
24 Suíça 866 (+12)
25 Eslovênia 860
27 C.do Marfim 856 (+10)
...
30 Argélia 821
31 Paraguai 820 (-02)
32 Gana 800 (-02)
...
34 Eslováquia 777 (+35)
...
36 Dinamarca 767
...
38 Honduras 734 (+07)
...
45 Japão 682 (+08)
...
47 C. do Sul 632 (+13)
...
78 N. Zelândia 410 (-03)
...
83 África do Sul 392 (+23)
...
105 C. do Norte 285 (-07)

FRASES DOS ÔNIBUS

A Fifa divulgou a lista com as frases que irão estampar os ônibus das 32 seleções na Copa do Mundo da África do Sul. O veículo da Seleção Brasileira estará estampado pela seguinte frase: "Lotado! O Brasil inteiro está aqui dentro!". As frases foram escolhidas por meio de votação no site oficial da entidade.



A outra frase que estava concorrendo trazia a seguinte mensagem: "Veículo monitorado por 180 milhões de corações brasileiros". Adversário do Brasil no Mundial, a seleção portuguesa terá o sonho do título estampado no ônibus. "Um sonho, uma ambição... Portugal campeão!", diz a mensagem.

Atual campeão mundial, a Itália aposta no azul para contagiar os torcedores e estampa no ônibus a frase: "O nosso azul no céu africano!". Por outro lado, a Argentina apela para a glória com a inscrição: "Última parada: a glória".

Veja a lista com os 32 slogans:

África do Sul: Uma nação unida e orgulhosa sob um arco-íris
Alemanha: No caminho de ganhar a Copa!
Argélia: Estrela e crescente com um objetivo: Vitória!
Argentina: Última parada, a glória
Austrália: Ouse sonhar, avance Austrália
Brasil: Lotado! O Brasil inteiro está aqui dentro!
Camarões: Os leões indomáveis estão de volta
Chile: Vermelho é o sangue do meu coração, Chile campeão
Coreia do Norte: 1966 de novo! Vitória para a Coreia!
Coreia do Sul: Os gritos dos vermelhos, República da Coreia Unida!
Costa do Marfim: Elefantes, vamos lutar pela vitória!
Dinamarca: Tudo de que você precisa é um time dinamarquês e um sonho
Eslováquia: Balance o campo verde: Vá Eslováquia!
Eslovênia: Com 11 corações valentes até o fim
Espanha: Esperança é o meu caminho. Vitória, meu destino
Estados Unidos: Vida, liberdade e a busca pela vitória!
França: Todos juntos por um novo sonho em azul
Gana: A esperança da África
Grécia: A Grécia está em todos os lugares
Holanda: Não tema os 5 grandes, tema os 11 laranjas
Honduras: Um país, uma paixão e 5 estrelas no coração
Inglaterra: Jogando com orgulho e glória
Itália: O nosso azul no céu da África
Japão: O espírito samurai nunca morre! Vitória para o Japão!
México: É tempo de um novo campeão!
Nigéria: Super Águias e super fãs unidos, nós acreditamos
Nova Zelândia: Chutando no estilo Kiwi
Paraguai: O leão guarani ruge na África do Sul
Portugal: Um sonho, uma ambição... Portugal campeão!
Sérvia: Jogando com o coração, andando com um sorriso!
Suíça: Vamos, Suíça! (nas quatro línguas oficiais do país)
Uruguai: O sol brilha sobre nós! Vamos, Uruguai

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Propagandas da Copa do Mundo

A copa esta chegando e vão pipocando algumas propagandas com a temática do futebol.
vejam abaixo alguns vídeos sensacionais de propagandas dessa copa.

NIKE WRITE THE FUTURE



---------------------------------------------------------------------------------

Pepsi Commercial 2010



---------------------------------------------------------------------------------
Coca-Cola - Copa do Mundo 2010 HD



---------------------------------------------------------------------------------
World Cup 2010 Tourism Football TV Commercial (BOOMSLANG AUIDIO)



---------------------------------------------------------------------------------
ESPN - 2010 FIFA World Cup: United

terça-feira, 18 de maio de 2010

PARADINHAS PROIBIDAS



Os membros da Fifa se reuniram e aprovaram nesta terça-feira mudanças nas regras do futebol. A partir da Copa do Mundo da África do Sul, estão proibidas as 'paradinhas' em cobranças de pênaltis. Além disso, o quarto árbitro terá poderes similares aos auxiliares.

Segundo o secretário geral da Fifa, Jerome Valcke, os jogadores que realizarem as 'paradinhas' na África do Sul correm o risco de tomar um cartão amarelo. Além disso, caso a cobrança se converta em gol, o atleta terá que bater o pênalti novamente.

Segundo o comunicado oficial, as mudanças serão permanentes e foram estimuladas por 'preocupações na América do Sul, onde os jogadores param para ver o lado em que o goleiro irá pular'.

“Diminuir o ritmo durante a corrida para a bola com objetivo de confundir o goleiro é permitido, mas fazer a 'paradinha' depois de ter chegado é bola é agora considerado uma infração e o jogador deverá ser advertido”, afirmou o comunicado. Assim, o jogador pode até parar antes de chagar à bola, mas não pode mais fingir o chute.

Além disso, o quarto árbitro terá agora poderes de auxiliares, podendo ajudar o juíz principal a administrar a partida.

“Agora o quarto árbitro terá os mesmos poderes dos bandeirinhas”, afirmou Valcke.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Ballack fora da Copa do Mundo

A Alemanha sofreu um forte impacto na manhã desta segunda-feira: a federação de futebol local revelou que a gravidade da lesão no tornozelo direito do meia e capitão Michael Ballack é pior do que o esperada, e o jogador está fora da Copa do Mundo da África do Sul.



O atleta do Chelsea sofreu a contusão depois de forte entrada de Boateng, do Portsmouth e da seleção de Gana, coincidentemente no mesmo grupo da Alemanha no Mundial, na final da Copa da Inglaterra. Ele passou por um exame hoje em Munique, onde foram constatadas sérias lesões nos ligamentos do tornoze direito, que vão tirá-lo dos gramados por até dois meses.

A federação de futebol do país (DFB) diz em nota oficial: "Seu tornozelo direito precisará ficar imobilizado e com gesso. Ele terá de usar uma bota especial durante as próximas duas semanas". Ballack, de 33 anos, participou de 98 jogos com a seleção alemã e marcou 42 gols.

A seleção alemã, assim, perde outro titular na campanha da Copa: o goleiro Rene Adler, do Bayer Leverkusen, fraturou algumas costelas e também foi cortado do Mundial.

DIRETO DO ESPN.COM.BR

domingo, 16 de maio de 2010

Eliminatórias da Europa



A zona européia das eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA de 2010 foi disputada por 53 selecções nacionais filiadas a União das Associações Europeias de Futebol (UEFA) competindo por 13 vagas.

Inicialmente foi proposto o mesmo sistema de sorteio usado para as qualificações do Campeonato Europeu e da última Copa do Mundo (baseados nos resultados de acordo com as duas últimas eliminatórias para a Eurocopa), mas o Comitê Executivo da UEFA decidiu implantar o sistema que leva em conta o ranking de seleções da FIFA, em acordo com o regulamento da Copa do Mundo.

* Itália
* Espanha
* Alemanha
* República Tcheca
* França
* Portugal
* Países Baixos
* Croácia
* Grécia
* Inglaterra
* Romênia
* Escócia
* Turquia
* Bulgária
* Rússia
* Polónia
* Suécia
* Israel
* Noruega
* Ucrânia
* Sérvia
* Dinamarca
* Irlanda do Norte
* Irlanda
* Finlândia
* Suíça
* Bélgica
* Eslováquia
* Bósnia e Herzegovina
* Hungria
* Moldávia
* País de Gales
* Macedónia
* Bielorrússia
* Lituânia
* Chipre
* Geórgia
* Albânia
* Eslovénia
* Letônia
* Islândia
* Armênia
* Áustria
* Cazaquistão
* Azerbaijão
* Liechtenstein
* Estónia
* Malta
* Luxemburgo
* Montenegro
* Andorra
* Ilhas Faroé
* San Marino

Formato

As 53 seleções estão divididas em 8 grupos de seis países e um grupo com cinco. Jogam dentro dos grupos, todos contra todos em ida e volta. Os nove campeões de cada grupo garantem vaga no Mundial da África do Sul de 2010. Já os oito melhores segundos colocados, se classificam para os play-offs.

2º Fase:

Se classificam para esta fase os oito melhores segundos colocados apurados da seguinte forma: dos grupos 1 ao 8 (que contém 6 seleções) serão descartados os resultados contra os países que ficarem na última colocação em seus respectivos grupos. Assim, se comparam os pontos obtidos entre todos os nove grupos, já que o Grupo 9 tem apenas 5 seleções. Os segundos colocados, no caso 8 seleções, se dividem em quatro chaves de dois países cada. Jogam em ida e volta. Os vencedores dos confrontos vão para a Copa do Mundo de 2010.

Veja abaixo todos os jogos das 9 equipes classificadas na primeira fase para a Copa do Mundo 2010:

Dinamarca (1º colocado do grupo 01 - 21 pontos)
hungria 0x0 dinamarca
portugal 2x3 dinamarca
dinamarca 3x0 malta
malta 0x3 dinamarca
dinamarca 3x0 albânia
suécia 0x1 dinamarca
dinamarca 1x1 portugal
albânia 1x1 dinamarca
dinamarca 1x0 suécia
dinamarca 0x1 hungria

-----------------------------------------------------------------------------
Suiça (1º colocado do grupo 02 - 21 pontos)
israel 2x2 suíça
suíça 1x2 luxemburgo
suíça 2x1 letônia
grécia 1x2 suíça
moldávia 0x2 suíça
suíça 2x0 moldávia
suíça 2x0 grécia
letônia 2x2 suíça
luxemburgo 0x3 suíça
suíça 0x0 israel

-----------------------------------------------------------------------------
eslováquia (1º colocado do grupo 03 - 22 pontos)
eslováquia 2x1 irlanda do norte
eslovênia 2x1 eslováquia
san marino 1x3 eslováquia
eslováquia 2x1 polônia
república tcheca 1x2 eslováquia
eslováquia 7x0 san marino
eslováquia 2x2 república tcheca
irlanda do norte 0x2 eslováquia
eslováquia 0x2 eslovênia
polônia 0x1 eslováquia

-----------------------------------------------------------------------------
Alemanha (1º colocado do grupo 04 - 26 pontos)
liechtenstein 0x6 alemanha
finlândia 3x3 alemanha
alemanha 2x1 rússia
alemanha 1x0 país de gales
alemanha 4x0 liechtenstein
país de gales 0x2 alemanha
azerbaijão 0x2 alemanha
alemanha 4x0 azerbaijão
rússia 0x1 alemanha)
alemanha 1x1 finlândia

-----------------------------------------------------------------------------
Espanha (1º colocado do grupo 05 - 30 pontos)
espanha 1x0 bósnia
espanha 4x0 armênia
estônia 0x3 espanha
bélgica 1x2 espanha
espanha 1x0 turquia
turquia 1x2 espanha
espanha 5x0 bélgica
espanha 3x0 estônia
armênia 1x2 espanha
bósnia 2x5 espanha

-----------------------------------------------------------------------------
Inglaterra (1º colocado do grupo 06 - 27 pontos)
Andorra 0x2 Inglaterra
Croácia 1x4 Inglaterra
Inglaterra 5x1 Cazaquistão
Bielorrússia 1x3 Inglaterra
Inglaterra 2x1 Ucrânia
Cazaquistão 0x4 Inglaterra
Inglaterra 6x0 Andorra
Inglaterra 5x1 Croácia
Ucrânia 1x0 Inglaterra
Inglaterra 3x0 Bielorrússia

-----------------------------------------------------------------------------
Servia (1º colocado do grupo 07 - 22 pontos)
Sérvia 2x0 Ilhas Faroe
França 2x1 Sérvia
Sérvia 3x0 Lituânia
Áustria 1x3 Sérvia
Romênia 2x3 Sérvia
Sérvia 1x0 Áustria
Ilhas Faroe 0x2 Sérvia
Sérvia 1x1 França
Sérvia 5x0 Romênia
Lituânia 2x1 Sérvia

-----------------------------------------------------------------------------
Itália (1º colocado do grupo 08 - 24 pontos)
Chipre 1x2 Itália
Itália 2x0 Geórgia
Bulgária 0x0 Itália
Itália 2x1 Montenegro
Montenegro 0x2 Itália
Itália 1x1 Irlanda
Geórgia 0x2 Itália
Itália 2x0 Bulgária
Irlanda 2x2 Itália
Itália 3x2 Chipre

-----------------------------------------------------------------------------
Holanda (1º colocado do grupo 09 - 24 pontos)
Macedônia 1x2 Holanda
Holanda 2x0 Islândia
Noruega 0x1 Holanda
Holanda 3x0 Escócia
Holanda 4x0 Macedônia
Islândia 1x2 Holanda
Holanda 2x0 Noruega
Escócia 0x1 Holanda

-----------------------------------------------------------------------------
Veja abaixo todos os jogos das 4 equipes classificadas na repescagem para a Copa do Mundo 2010:

França (1º fase - 2º colocado do grupo 07 - 21 pontos)
Áustria 3x1 França
França 2x1 Sérvia
Romênia 2x2 França
Lituânia 0x1 França
França 1x0 Lituânia
Ilhas Faroe 0x1 França
França 1x1 Romênia
Sérvia 1x1 França
França 5x0 Ilhas Faroe
França 3x1 Áustria

França (2º fase - repescagem)
Irlanda 0x1 França
França 1x1 Irlanda

-----------------------------------------------------------------------------
Portugal (1º fase - 2º colocado do grupo 01 - 19 pontos)
Malta 0x4 Portugal
Portugal 2x3 Dinamarca
Suécia 0x0 Portugal
Portugal 0x0 Albânia
Portugal 0x0 Suécia
Albânia 1x2 Portugal
Dinamarca 1x1 Portugal
Hungria 0x1 Portugal
Portugal 3x0 Hungria
Portugal 3x0 Malta

Portugal (2º fase - repescagem)
Portugal 1x0 Bósnia
Bósnia 0x1 Portugal

-----------------------------------------------------------------------------
Grécia (1º fase - 2º colocado do grupo 02 - 20 pontos)
Luxemburgo 0x3 Grécia
Letônia 0x2 Grécia
Grécia 3x0 Moldávia
Grécia 1x2 Suíça
Israel 1x1 Grécia
Grécia 2x1 Israel
Suíça 2x0 Grécia
Moldávia 1x1 Grécia
Grécia 5x2 Letônia
Grécia 2x1 Luxemburgo

Grécia (2º fase - repescagem)
Grécia 0x0 Ucrânia
Ucrânia 0x1 Grécia

-----------------------------------------------------------------------------
Eslovênia (1º fase - 2º colocado do grupo 03 - 20 pontos)
Polônia 1x1 Eslovênia
Eslovênia 2x1 Eslováquia
Eslovênia 2x0 Irlanda Do Norte
República Tcheca 1x0 Eslovênia
Eslovênia 0x0 República Tcheca
Irlanda Do Norte 1x0 Eslovênia
Eslovênia 5x0 San Marino
Eslovênia 3x0 Polônia
Eslováquia 0x2 Eslovênia
San Marino 0x3 Eslovênia

Eslovênia (2º fase - repescagem)
Rússia 2x1 Eslovênia
Eslovênia 1x0 Rússia

-----------------------------------------------------------------------------

sábado, 15 de maio de 2010

Eliminatórias da América do sul



A zona sul-americana das eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA de 2010 foi disputada pelas 10 seleções afiliadas a Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) competindo por 4 vagas na África do Sul.

Brasil
Chile
Paraguai
Argentina
Uruguai
Equador
Colômbia
Venezuela
Bolívia
Peru

O formato foi idêntico ao das eliminatórias anteriores, as dez seleções jogam entre si, em turno e returno, sendo que as quatro primeiras colocadas garantem participação na Copa do Mundo de 2010, enquanto a quinta colocada disputa a repescagem contra o quarto colocado da Concacaf, valendo uma vaga.

Brasil, Chile, Paraguai e Argentina finalizaram nas quatro primeiras colocações e se classificaram automaticamente para a Copa do Mundo de 2010. O quinto colocado Uruguai enfrentou a Costa Rica, equipe que finalizou em quarto na CONCACAF, e conquistou a vaga na repescagem.

Veja abaixo todos os jogos das 4 equipes classificadas para a Copa do Mundo 2010:

Brasil (1º colocado - 34 pontos)

1º turno
Colômbia 0x0 Brasil
Brasil 5x0 Equador
Peru 1x1 Brasil
Brasil 2x1 Uruguai
Paraguai 2x0 Brasil
Brasil 0x0 Argentina
Chile 0x3 Brasil
Brasil 0x0 Bolívia
Venezuela 0x4 Brasil

2º turno
Brasil 0x0 Colômbia
Equador 1x1 Brasil
Brasil 3x0 Peru
Uruguai 0x4 Brasil
Brasil 2x1 Paraguai
Argentina 1x3 Brasil
Brasil 4x2 Chile
Bolívia 2x1 Brasil
Brasil 0x0 Venezuela

-----------------------------------------------------------------------------
Chile (2º colocado - 33 pontos)

1º turno
Argentina 2x0 Chile
Chile 2x0 Peru
Uruguai 2x2 Chile
Chile 0x3 Paraguai
Bolívia 0x2 Chile
Venezuela 2x3 Chile
Chile 0x3 Brasil
Chile 4x0 Colômbia
Equador 1x0 Chile

2º turno
Chile 1x0 Argentina
Peru 1x3 Chile
Chile 0x0 Uruguai
Paraguai 0x2 Chile
Chile 4x0 Bolívia
Chile 2x2 Venezuela
Brasil 4x2 Chile
Colômbia 2x4 Chile
Chile 1x0 Equador

-----------------------------------------------------------------------------
Paraguai (3º colocado - 33 pontos)

1º turno
Peru 0x0 Paraguai
Paraguai 1x0 Uruguai
Paraguai 5x1 Equador
Chile 0x3 Paraguai
Paraguai 2x0 Brasil
Bolívia 4x2 Paraguai
Argentina 1x1 Paraguai
Paraguai 2x0 Venezuela
Colômbia 0x1 Paraguai

2º turno
Paraguai 1x0 Peru
Uruguai 2x0 Paraguai
Equador 1x1 Paraguai
Paraguai 0x2 Chile
Brasil 2x1 Paraguai
Paraguai 1x0 Bolívia
Paraguai 1x0 Argentina
Venezuela 1x2 Paraguai
Paraguai 0x2 Colômbia

-----------------------------------------------------------------------------
Argentina (4º colocado - 28 pontos)

1º turno
Argentina 2x0 Chile
Venezuela 0x2 Argentina
Argentina 3x0 Bolívia
Colômbia 2x1 Argentina
Argentina 1x1 Equador
Brasil 0x0 Argentina
Argentina 1x1 Paraguai
Peru 1x1 Argentina
Argentina 2x1 Uruguai

2º turno
Chile 1x0 Argentina
Argentina 4x0 Venezuela
Bolívia 6x1 Argentina
Argentina 1x0 Colômbia
Equador 2x0 Argentina
Argentina 1x3 Brasil
Paraguai 1x0 Argentina
Argentina 2x1 Peru
Uruguai 0x1 Argentina

-----------------------------------------------------------------------------
Uruguai (5º colocado - 24 pontos)

1º turno
Uruguai 5x0 Bolívia
Paraguai 1x0 Uruguai
Uruguai 2x2 Chile
Brasil 2x1 Uruguai
Uruguai 1x1 Venezuela
Uruguai 6x0 Peru
Colômbia 0x1 Uruguai
Uruguai 0x0 Equador
Argentina 2x1 Uruguai

2º turno
Bolívia 2x2 Uruguai
Uruguai 2x0 Paraguai
Chile 0x0 Uruguai
Uruguai 0x4 Brasil
Venezuela 2x2 Uruguai
Peru 1x0 Uruguai
Uruguai 3x1 Colômbia
Equador 1x2 Uruguai
Uruguai 0x1 Argentina

Repescagem
Costa Rica 0x1 Uruguai
Uruguai 1x1 Costa Rica

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Eliminatórias da Africa



A zona africana das eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA de 2010 englobou as 53 seleções afiliadas à Confederação Africana de Futebol (CAF), competindo por 5 vagas na África do Sul. Dividida em três fases, uma fase preliminar e duas de grupos, serviu também como qualificação de quinze equipes para a Copa das Nações Africanas de 2010 em Angola.

África do Sul, automaticamente classificada por sede da Copa do Mundo disputou as eliminatórias visando obter a qualificação para Copa das Nações Africanas.

1º FASE:
Originalmente das 53 equipes, as 10 piores colocadas no Ranking da FIFA se enfrentariam em jogos de ida-e-volta, para totalizar as 48 equipes que disputariam a fase seguinte.
Entretanto São Tomé e Príncipe e a República Centro-Africana desistiram das eliminatórias em setembro de 2007. Com isso, Suazilândia e Seychelles passaram para a próxima fase (por serem as mais bem colocadas entre as dez no Ranking da FIFA). Logo as seis equipes restantes foram re-sorteadas para jogar com as outras.

equipes que disputaram a primeira fase:
Madagascar
Comores
Somália
Serra Leoa
Guiné-Bissau
Djibuti


Equipes que classificaram diretamente para a segunda fase:

Camarões
Nigéria
Costa do Marfim
Marrocos
Gana
Tunísia
Egipto
Guiné
Senegal
Mali
Angola
Togo
Zâmbia
África do Sul
Cabo Verde
Republica Democratica do Congo
Argélia
Burkina Faso
Benin
Moçambique
Líbia
Etiópia
Congo
Zimbabwe
Uganda
Botswana
Guiné Equatorial
Tanzânia
Gabão
Malawi
Sudão
Burundi
Libéria
Ruanda
Eritreia
Namíbia
Gâmbia
Mauritânia
Quénia
Chade
Lesoto
Maurícia
Niger
Suazilândia
Seychelles

2º FASE:
As 48 seleções classificadas (45 de forma direta e 3 da fase anterior) foram divididos em 12 grupos de 4 equipes. As equipes jogaram entre si dentro dos grupos, em jogos de ida-e-volta, e o primeiro lugar de cada grupo mais os 8 melhores segundos colocados avançaram para a terceira fase.

3º FASE:
As 20 equipes classificadas da fase anterior foram divididas em cinco grupos de quatro equipes cada. Os vencedores de cada grupo garantiram classificação a Copa do Mundo e os três melhores em cada grupo qualificaram-se a Copa das Nações Africanas de 2010.

Veja abaixo todos os jogos destas fases dos 5 classificados para a Copa do Mundo 2010:

Camarões (2º fase - 1º colocado do grupo 01)
Camarões 2x0 Cabo Verde
Ilhas Maurício 0x3 Camarões
Tanzânia 0x0 Camarões
Camarões 2x1 Tanzânia
Cabo Verde 1x2 Camarões
Camarões 5x0 Ilhas Maurício

Camarões (3º fase - 1º colocado do grupo A)
Togo 1x0 Camarões
Camarões 0x0 Marrocos
Gabão 0x2 Camarões
Camarões 2x1 Gabão
Camarões 3x0 Togo
Marrocos 0x2 Camarões

-----------------------------------------------------------------------------
Nigéria (2º fase - 1º colocado do grupo 04)
Nigéria 2x0 África do Sul
Serra Leoa 0x1 Nigéria
Guiné Equatorial 0x1 Nigéria
Nigéria 2x0 Guiné Equatorial
África do Sul 0x1 Nigéria
Nigéria 4x1 Serra Leoa

Nigéria (3º fase - 1º colocado do grupo B)
Moçambique 0x0 Nigéria
Nigéria 3x0 Quênia
Tunísia 0x0 Nigéria
Nigéria 2x2 Tunísia
Nigéria 1x0 Moçambique
Quênia 2x3 Nigéria

-----------------------------------------------------------------------------
Gana (2º fase - 1º colocado do grupo 05)
Gana 3x0 Líbia
Lesoto 2x3 Gana
Gabão 2x0 Gana
Gana 2x0 Gabão
Líbia 1x0 Gana
Gana 3x0 Lesoto

Gana (3º fase - 1º colocado do grupo D)
Gana 1x0 Benin
Máli 0x2 Gana
Sudão 0x2 Gana
Gana 2x0 Sudão
Benin 1x0 Gana
Gana 2x2 Máli

-----------------------------------------------------------------------------
Argélia (2º fase - 1º colocado do grupo 06)
Senegal 1x0 Argélia
Argélia 3x0 Libéria
Gâmbia 1x0 Argélia
Argélia 1x0 Gâmbia
Argélia 3x2 Senegal
Libéria 0x0 Argélia

Argélia (3º fase - 1º colocado do grupo C)
Ruanda 0x0 Argélia
Argélia 3x1 Egito
Zâmbia 0x2 Argélia
Argélia 1x0 Zâmbia
Argélia 3x1 Ruanda
Egito 2x0 Argélia

Argélia e Egito empataram em todos os critérios e disputaram uma partida de desempate em 18 de novembro de 2009, no Sudão. A Argélia venceu por 1 a 0 e se classificou à Copa do Mundo.

Argélia 1x0 Egito (jogo desempate)

-----------------------------------------------------------------------------
Costa do Marfim (2º fase - 1º colocado do grupo 07)
Costa do Marfim 1x0 Moçambique
Madagascar 0x0 Costa do Marfim
Botsuana 1x1 Costa do Marfim
Costa do Marfim 4x0 Botsuana
Moçambique 1x1 Costa do Marfim
Costa do Marfim 3x0 Madagascar

Costa do Marfim (3º fase - 1º colocado do grupo E)
Costa do Marfim 5x0 Malawi
Guiné 1x2 Costa do Marfim
Burkina Faso 2x3 Costa do Marfim
Costa do Marfim 5x0 Burkina Faso
Malawi 1x1 Costa do Marfim
Costa do Marfim 3x0 Guiné

-----------------------------------------------------------------------------
Como já foi dito acima, a seleção da África do Sul, por ser sede da Copa, já estava classificada automaticamente mas disputou as eliminatórias para participar da Copa das Nações Africanas. Veja como foi seu desempenho:

África do Sul (2º fase - 2º colocado do grupo 04)
Nigéria 2x0 África do Sul
África do Sul 4x1 Guiné Equatorial
Serra Leoa 1x0 África do Sul
África do Sul 0x0 Serra Leoa
África do Sul 0x1 Nigéria
Guiné Equatorial 0x1 África do Sul

Essa pontuação não a classificou como uma das 8 melhores segundo colocadas e portanto não avançou para a próxima fase e não participou da Copa das Nações Africanas.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Eliminatórias da América do Norte



Organizada pela Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe (CONCACAF), 35 países membros disputam as vagas na competição mundial. Foram distribuidas 3 vagas diretas e uma para a repescagem contra um representante da CONMEBOL.

Formato

O torneio teve 4 fases.
Equipes posicionadas entre 1 e 13 no Ranking da FIFA não precisaram disputar a primeira fase eliminatória e avançaram diretamente para a segunda fase. As equipes ranqueadas entre 14 e 35 iniciaram a disputa a partir da primeira fase, com as equipes entre 14 e 24 enfrentando as posicionadas entre 25 e 35 em sistema eliminatório simples de jogos de ida e volta.

1º a 13º
1. México
2. Estados Unidos
3. Costa Rica
4. Honduras
5. Panamá
6. Trinidad e Tobago
7. Jamaica
8. Cuba
9. Haiti
10. Guatemala
11. Canadá
12. Guiana
13. São Vicente e Granadinas

14º a 24º
14. Barbados
15. Suriname
16. Bermuda
17. Antígua e Barbuda
18. São Cristóvão e Nevis
19. República Dominicana
20. Salvador
21. Bahamas
22. Nicaragua
23. Granada
24. Santa Lúcia

25º a 35º
25. Turks e Caicos
26. Antilhas Neerlandesas
27. Ilhas Virgens Britânicas
28. Dominica
29. Ilhas Cayman
30. Porto Rico
31. Anguilla
32. Belize
33. Ilhas Virgens Americanas
34. Montserrat
35. Aruba

2º FASE:
As 11 equipes classificadas da primeira fase juntam-se as 13 equipes diretamente classificadas para a disputa da segunda fase. Como na fase anterior, as equipes se enfrentaram em jogos de ida e volta, com os vencedores de cada chave avançando a terceira fase.

3º FASE:
As doze seleções classificadas na segunda fase foram divididas em 3 grupos de 4 equipes cada. O sistema utilizado a partir dessa fase é o de turno e returno, dentro das próprias chaves. Os campeões e segundo colocados de cada grupo garantiram vaga na quarta e última fase.

4º FASE:
As seis seleções classificadas na terceira fase jogam entre si num grupo único, em turno e returno. Os três melhores colocados garantem vaga na Copa do Mundo 2010. O quarto colocado joga contra o quinto colocado das eliminatórias da CONMEBOL por mais uma vaga.

Veja abaixo todos os jogos destas fases dos 3 classificados para a Copa do Mundo 2010:

Estados Unidos (2º fase)
Estados Unidos 8x0 Barbados
Barbados 0x1 Estados Unidos

Estados Unidos (3º fase - 1º colocado do grupo 01)
Guatemala 0x1 Estados Unidos
Cuba 0x1 Estados Unidos
Estados Unidos 3x0 Trinidad e Tobago
Estados Unidos 6x1 Cuba
Trinidad e Tobago 2x1 Estados Unidos
Estados Unidos 2 x0 Guatemala

Estados Unidos (4º fase - 1º colocado)
Estados Unidos 2x0 México
El Salvador 2x2 Estados Unidos
Estados Unidos 3x0 Trinidad e Tobago
Costa Rica 3x1 Estados Unidos
Estados Unidos 2x1 Honduras
México 2x1 Estados Unidos
Estados Unidos 2x1 El Salvador
Trinidad e Tobago 0x1 Estados Unidos
Honduras 2x3 Estados Unidos
Estados Unidos 2x2 Costa Rica


-----------------------------------------------------------------------------
México (2º fase)
Belize 0x2 México
México 7x0 Belize

México (3º fase - 2º colocado do grupo 02)
México 2x1 Honduras
México 3x0 Jamaica
México 2x1 Canadá
Jamaica 1x0 México
Canadá 2x2 México
Honduras 1x0 México

México (4º fase - 2º colocado)
Estados Unidos 2x0 México
México 2x0 Costa Rica
Honduras 3x1 México
El Salvador 2x1 México
México 2x1 Trinidad e Tobago
México 2x1 Estados Unidos
Costa Rica 0x3 México
México 1x0 Honduras
México 4x1 El Salvador
Trinidad e Tobago 2x2 México


-----------------------------------------------------------------------------
Honduras (2º fase)
Honduras 4x0 Porto Rico
Porto Rico 2x2 Honduras

Honduras (3º fase - 1º colocado do grupo 02)
México 2x1 Honduras
Canadá 1x2 Honduras
Honduras 2x0 Jamaica
Honduras 3x1 Canadá
Jamaica 1x0 Honduras
Honduras 1x0 México

Honduras (4º fase - 3º colocado)
Costa Rica 2x0 Honduras
Trinidad e Tobago 1x1 Honduras
Honduras 3x1 México
Estados Unidos 2x1 Honduras
Honduras 1x0 El Salvador
Honduras 4x0 Costa Rica
Honduras 4x1 Trinidad e Tobago
México 1x0 Honduras
Honduras 2x3 Estados Unidos
El Salvador 0x1 Honduras

-----------------------------------------------------------------------------
A Costa Rica finalizou em quarto lugar e disputou uma vaga na Copa do Mundo contra o Uruguai, quinto colocado das eliminatórias da América do Sul, em jogos de ida e volta. O Uruguai foi classificado para a Copa 2010.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Eliminatórias da Asia



A zona asiática das eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA de 2010 na África do Sul distribuiu 4 vagas diretas e uma para a repescagem contra a Oceania. Organizada pela Confederação Asiática de Futebol (AFC), 43 dos 46 países membros disputaram as vagas para o mundial.

Brunei, Laos e Filipinas foram as seleções que não se inscreveram para as eliminatórias. Pela primeira vez a Austrália tentou a classificação a Copa do Mundo competindo pela Ásia, após ter se retirado da Confederação de Futebol da Oceania em 2006.

O sorteio para a composição da eliminatória baseou-se na campanha das equipes na Copa do Mundo anterior.
Equipes posicionadas entre 1 e 5 não precisaram disputar as duas primeiras fases eliminatórias e avançaram direto a fase de grupos.
Equipes ranqueadas entre 6 e 43 iniciaram a disputa desde a primeira fase, com as equipes entre 6 e 24 enfrentando as posicionadas entre 25 e 43.
Na primeira fase, as oito equipes classificadas com o pior aproveitamento avançaram a segunda fase. As demais equipes avançaram direto a fase de grupos.

1º a 5º
1. Austrália
2. Coreia do Sul
3. Arábia Saudita
4. Japão
5. Irã

6º a 24º
6. Bahrein
7. Uzbequistão
8. Kuwait
9. Coreia do Norte
10. China
11. Jordânia
12. Iraque
13. Líbano
14. Omã
15. Emirados Árabes Unidos
16. Qatar
17. Síria
18. Palestina
19. Tailândia
20. Turcomenistão
21. Tadjiquistão
22. Indonésia
23. Hong Kong
24. Iêmen

25º a 43º
25. Vietnã
26. Quirguistão
27. Maldivas
28. Índia
29. Singapura
30. Sri Lanka
31. Malásia
32. Taipé Chinês
33. Bangladesh
34. Macau
35. Paquistão
36. Afeganistão
37. Mongólia
38. Guam
39. Nepal
40. Camboja
41. Butão
42. Myanmar
43. Timor Leste

Na Terceira fase, as 20 equipes restantes foram divididas em cinco grupos de quatro equipes cada. Definidos os grupos, as equipes se enfrentaram em partidas de ida e volta, classificando-se para a fase final os dois primeiros colocados de cada grupo.

Na última fase, as 10 seleções restantes foram divididas em dois grupos com 5 equipes cada. Os dois melhores colocados de cada grupo classificaram-se para a Copa do Mundo de 2010. Os terceiros colocados de cada grupo disputaram entre si a vaga na repescagem em dois jogos, valendo o critério do gol fora de casa. O vencedor disputará contra o campeão das eliminatórias da Oceania (Nova Zelândia) uma última vaga no mundial.

Veja abaixo todos os jogos destas fases dos 4 classificados para a Copa do Mundo 2010:

Austrália (3º fase - 1º colocado do grupo 1)
Austrália 3x0 Qatar
China 0x0 Austrália
Austrália 1x0 Iraque
Iraque 1x0 Austrália
Qatar 1x3 Austrália
Austrália 0x1 China

Austrália (4º fase - 1º colocado do grupo A)
Uzbequistão 0x1 Austrália
Austrália 4x0 Qatar
Bahrein 0X1 Austrália
Japão 0x0 Austrália
Austrália 2x0 Uzbequistão
Qatar 0x0 Austrália
Austrália 2x0 Bahrein
Austrália 2x1 Japão

-----------------------------------------------------------------------------
Japão (3º fase - 1º colocado do grupo 2)
Japão 4x1 Tailândia
Bahrein 1x0 Japão
Japão 3x0 Omã
Omã 1x1 Japão
Tailândia 0x3 Japão
Japão 1x0 Bahrein

Japão (4º fase - 2º colocado do grupo A)
Bahrein 2x3 Japão
Japão 1x1 Uzbequistão
Qatar 0x3 Japão
Japão 0x0 Austrália
Japão 1x0 Bahrein
Uzbequistão 0x1 Japão
Japão 1x1 Qatar
Austrália 2x1 Japão

-----------------------------------------------------------------------------
Coréia do Sul (3º fase - 1º colocado do grupo 3)
Coréia do Sul 4x0 Turcomenistão
Coréia do Norte 0x0 Coréia do Sul
Coréia do Sul 2x2 Jordânia
Jordânia 0x1 Coréia do Sul
Turcomenistão 1x3 Coréia do Sul
Coréia do Sul 0x0 Coréia do Norte

Coréia do Sul (4º fase - 1º colocado do grupo B)
Coréia do Norte 1x1 Coréia do Sul
Coréia do Sul 4X1 Emirados Árabes
Arábia Saudita 0x2 Coréia do Sul
Irã 1x1 Coréia do Sul
Coréia do Sul 1x0 Coréia do Norte
Emirados árabes 0x2 Coréia do Sul
Coréia do Sul 0x0 Arábia Saudita
Coréia do Sul 1x1 Irã

-----------------------------------------------------------------------------
Coréia do Norte (1º Fase)
Mongólia 1x4 Coréia do Norte
Coréia do Norte 5x1 Mongólia

Coréia do Norte (3º fase - 2º colocado do grupo 3)
Jordânia 0x1 Coréia do Norte
Coréia do Norte 0x0 Coréia do Sul
Turcomenistão 0x0 Coréia do Norte
Coréia do Norte 1x0 Turcomenistão
Coréia do Norte 2x0 Jordânia
Coréia do Sul 0x0 Coréia do Norte

Coréia do Norte (4º fase - 2º colocado do grupo B)
Emirados árabes 1x2 Coréia do Norte
Coréia do Norte 1x1 Coréia do Sul
Irã 2x1 Coréia do Norte
Coréia do Norte 1x0 Arábia Saudita
Coréia do Norte 2x0 Emirados Árabes
Coréia do Sul 1x0 Coréia do Norte
Coréia do Norte 0x0 Irã
Arábia Saudita 0x0 Coréia do Norte

-----------------------------------------------------------------------------
As equipes que finalizaram em terceiro lugar em seus grupos na quarta fase (Bahrein e Arábia Saudita) disputaram entre si em partidas de ida e volta para definir o representante da Ásia na repescagem final.

A equipe classificada como quinto colocado da Ásia (Bahrein) enfrentou a Nova Zelândia, vencedor das eliminatórias da Oceania em partidas de ida e volta. O vencedor (Nova Zelândia) classificou-se a Copa do Mundo de 2010.

Eliminatórias da Oceania



A Oceania é a única confederação que não possui vaga direta para as finais da Copa do Mundo. A zona da Oceania seleciona uma seleção afiliada a Confederação de Futebol da Oceania (OFC) a participar somente da respescagem contra o quinto colocado das eliminatórias da Ásia.

Formato
A primeira fase iniciou-se através da edição 2007 dos Jogos do Pacífico em Samoa com o torneio de futebol valendo como eliminatória para a Copa do Mundo. Os medalhistas de ouro, prata e bronze avançaram para a Copa das Nações da OFC de 2008, equivalente a segunda fase da eliminatória.

equipes participantes da primeira fase:
Fiji
Nova Caledônia
Taiti
Ilhas Cook
Tuvalu
Ilhas Salomão
Vanuatu
Samoa
Tonga
Samoa Americana

Os três medalhistas (Nova Caledônia, Fiji e Vanuatu) mais a Nova Zelândia, seleção melhor ranqueada da OFC, disputaram a segunda fase em partidas de ida e volta em grupo único entre 2007 e 2008.
A equipe vencedora (Nova Zelândia) foi coroada campeã da Copa das Nações da OFC e representou a Oceania na Copa das Confederações 2009, além de conquistar a vaga na repescagem contra o quinto colocado da AFC em novembro de 2009.

Vejam abaixo todos os jogos da Nova Zelândia:

Copa das Nações OFC
(segunda fase das eliminatórias para a Copa de 2010)

Fiji 0x2 Nova Zelândia
Vanuatu 1x2 Nova Zelândia
Nova Zelândia 4x1 Vanuatu
Nova Caledônia 1x3 Nova Zelândia
Nova Zelândia 3x0 Nova Caledônia
Nova Zelândia 0x2 Fiji

Repescagem
(fase final das eliminatórias para a Copa de 2010)

Bahrein 0x0 Nova Zelândia
Nova Zelândia 1x0 Bahrein

Kaká



Se 2006 deveria ter sido a Copa de Ronaldinho Gaúcho, 2010 é o ano de Kaká. Ou assim esperam os brasileiros. Melhor jogador do mundo em 2007 na eleição da Fifa, contratado por quase R$ 200 milhões pelo Real Madrid, ele conhece a pressão de vestir a camisa amarela e dar o máximo para evitar que se repita a decepção de quatro anos atrás.

Fabricado para ser um craque, desde os tempos em que fazia exercícios físicos especiais nas categorias de base do São Paulo, Kaká chega à Copa com a confiança total do técnico Dunga, que vê nele um exemplo para os demais jogadores, pela conduta dentro e fora dos campos.

É verdade que nem sempre foi assim: o craque começou a chamada “era Dunga” no banco e teve problemas com o técnico por não bater de frente com o Milan para jogar a Olimpíada de Pequim. Mas os dois apararam as arestas, Kaká ganhou a camisa 10 e, com boas atuações nas eliminatórias, assumiu o posto de comandante da seleção dentro de campo. A torcida brasileira espera que, de fato, esta seja a Copa de Kaká.

Convocado nesta terça-feira (11) ele reconheceu que viveu uma temporada complicada e que, por culpa das lesões, não conseguiu render como gostaria em sua estreia pelo Real Madrid, mas mostrou confiança em sua recuperação e afirmou que a seleção brasileira disputará a final do torneio.

Steven Gerrard



Este valente meia inglês foi considerado durante várias temporadas um dos melhores jogadores do mundo. Bom na armação e dono de um dos melhores chutes do mundo, Gerrard se destaca pela sua dedicação em campo mesmo sendo um dos grandes astros do Liverpool, da Inglaterra. Na seleção inglesa, é o atual capitão, posto que ganhou após John Terry perder a braçadeira em decorrência de seu caso extraconjugal.

Titular absoluto da seleção inglesa, forma um meio-campo sólido ao lado de Frank Lampard, do Chelsea. Porém, Gerrard tem um pouco mais de prestígio, pois foi um dos responsáveis pelo título do Liverpool na Liga dos Campeões da temporada 2004/2005, quando o time foi campeão após empatar com o Milan um jogo que estava quase perdido.

Gerrard tem uma participação em Copa do Mundo. Ele foi titular na campanha da Inglaterra na Alemanha, há quatro anos. O meia marcou dois gols, contra Trinidad e Tobago e Suécia, ambos na primeira fase.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Ranking da Fifa

A FIFA atualizou seu ranking de seleções no final de abril. veja como estão colocadas atualmente todas as seleções que participam dessa copa do Mundo na África.

1 Brasil 1611
2 Espanha 1565
3 Portugal 1249
4 Holanda 1221
5 Itália 1184
6 Alemanha 1107
7 Argentina 1084
8 Inglaterra 1068
...
10 França 1044
...
12 Grécia 968
...
14 EUA 950
15 Chile 948
16 Sérvia 944
17 México 936
18 Uruguai 902
19 Camarões 887
20 Nigéria 883
21 Austrália 883
...
23 Eslovênia 860
...
26 Suíça 854
27 C.do Marfim 846
...
30 Paraguai 822
31 Argélia 821
32 Gana 802
...
35 Dinamarca 767
...
38 Eslováquia 742
...
40 Honduras 727
...
45 Japão 674
...
47 C. do Sul 619
...
78 N. Zelândia 413
...
90 África do Sul 369
...
106 C. do Norte 292


Desde a sua criação em agosto de 1993, o Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola tornou-se figurinha carimbada no noticiário esportivo internacional e um importante indicador para comparar o desempenho e a ascensão dos diferentes países membros da FIFA.

Por outro lado, a importância cada vez maior do ranking mundial também gerou críticas a uma fórmula que era complicada demais. Em função disso, o ranking foi revisado em 2005 para simplificar a forma como era calculado.

O novo método foi aplicado imediatamente após a Copa do Mundo da FIFA, e a primeira edição foi publicada no dia 12 de julho de 2006.

clique no quadro abaixo para ver uma comparação dos critérios do ranking antigo e do atual.

Landon Donovan



Landon Donovan tem a responsabilidade de liderar a equipe norte-americana na Copa 2010, e promete provar que o vice-campeonato da Copa das Confederações do ano passado não foi apenas um lance de sorte de uma equipe que vem mostrando consistência há alguns anos.

Maior artilheiro da seleção norte-americana em todos os tempos, com 42 gols marcados até o fim do ano passado, Donovan tem faro de artilheiro e experiência na Europa: atuou no Bayer Leverkusen e no Bayern de Munique antes de chegar ao Everton, no começo deste ano. Intercala os períodos no Velho Mundo com participações na MLS, a liga norte-americana, onde foi eleito seis vezes o melhor jogador da temporada.

Na África do Sul, Donovan tentará mostrar que futebol nos Estados Unidos não é só coisa de mulher e estudante adolescente, e que os donos da bola no basquete e em incontáveis esportes também têm o que ensinar no “soccer”.

Diego Lugano



Lugano é o capitão e o xerife da seleção uruguaia: zagueiro de fôlego inesgotável, ele compensa a falta de técnica com muita raça – e às vezes excesso de violência. Nas Eliminatórias, marcou o gol decisivo para a classificação da equipe, garantindo a vitória por 1 a 0 sobre a Costa Rica no primeiro jogo da repescagem.

No esquema do técnico Oscar Tabarez, Lugano é a figura central da defesa, que na maioria das vezes é escalada com dois jogadores – dependendo do adversário, o time pode entrar no 3-5-2 e ele vira líbero, com alguma liberdade para avançar. Bom no cabeceio, ele se torna opção ofensiva nas cobranças de falta e escanteio.

Revelado pelo Nacional, Lugano atuou ainda no pequeno Plaza, em seu país, antes de passar pelo São Paulo, onde foi campeão mundial, e de lá saiu para o Fenerbahçe, em 2006. Estreou na seleção em 2003 e disputa seu primeira Copa, depois de fracassar com o time que foi desclassificado na repescagem pela Austrália, nas eliminatórias do Mundial de 2006.

Daniele de Rossi



A imagem que De Rossi deixou na última Copa do Mundo não foi das melhores: expulso no segundo jogo, contra os Estados Unidos, por uma cotovelada que deixou ensanguentado o rosto de McBride, ele foi suspenso por quatro jogos e só voltou na final, entrando no segundo tempo do jogo contra a França que deu o tetra para a Itália.

Se você pensa que se trata de um mero troglodita, no entanto, está enganado: apesar do excesso de vigor em alguns lances, trata-se de um jogador que sabe tocar bem a bola, tem habilidade e dividiu com Totti a condição de estrela da Roma nas últimas temporadas.

De Rossi inclusive começou a carreira como atacante, mas, ao subir para o time principal da Roma, aos 17 anos, acabou recuando para jogar no meio. Na Itália pós-Totti e Del Piero, é ele o cérebro que organizará o time em busca do penta. Para isso, jura que vai manter a cabeça e os cotovelos no lugar.

domingo, 9 de maio de 2010

Retrospectiva em Copas - Grupo H

Espanha:



Na África do Sul, a Espanha participa de sua 13ª Copa do Mundo, mas desta vez com uma imagem bem diferente. Atual campeã da Eurocopa, em segundo lugar do ranking da FIFA e uma participação com 100% de aproveitamento nas Eliminatórias europeias, a Fúria chega ao Mundial como grande favorita a abocanhar a Taça, o que seria um fato inédito.

Apesar de ter fortes equipes a seleção espanhola ainda não foi campeã do mundo. O melhor resultado foi um quarto lugar na Copa do Mundo de 1950. Desde então a Espanha não chega às semifinais de uma Copa do Mundo.

Inclusive quando sediou o mundial, em 82, foi eliminada na segunda fase quando perdeu para a Alemanha (1x2) e empatou com a Inglaterra (0x0)

A melhor campanha recente da Fúria foi em 2002 quando foi eliminada invicta. Venceu as 3 partidas da primeira fase (Espanha 3x1 Eslovênia, Espanha 3x1 Paraguai, Africa do Sul 2x3 Espanha), Passou pela Irlanda nas Oitavas de final com um empate de 1x1 (venceu nos penaltys por 3x2) e foi eliminada pela Coréia do Sul em outro empate, agora de 0x0, perdendo nos penaltys por 3x5.

• 1930 - Não se classificou
• 1934 - quartas-de-final (5º lugar)
• 1938 - Não se classificou
• 1950 - semi-final (4º lugar)
• 1954 - Não se classificou
• 1958 - Não se classificou
• 1962 - primeira Fase (12º lugar)
• 1966 - primeira Fase (10º lugar)
• 1970 - Não se classificou
• 1974 - Não se classificou
• 1978 - primeira Fase (10º lugar)
• 1982 - segunda Fase (12º lugar)
• 1986 - quartas-de-final (7º lugar)
• 1990 - oitavas-de-final (10º lugar)
• 1994 - quartas-de-final (8º lugar)
• 1998 - primeira Fase (17º lugar)
• 2002 - quartas-de-final (5º lugar)
• 2006 - oitavas-de-final (9º lugar)
-------------------------------------------------------------------------------

Suiça



Pela nona vez, a Suíça participa de uma Copa do Mundo, a sua segunda seguida. E nas oito últimas apresentações, os destaques são para as campanhas nos anos de 1934, 1938 e 1954, quando os suíços chegaram às quartas-de-final.

Em 1954, quando sediaram a competição, a Suiça conseguiu um honroso 5º lugar depois de se classificar em segundo no seu grupo, eliminando a Itália com um sonoro 4x1 num jogo desempate. Foi eliminada pela poderosa Áustria nas quartas de final por 7x5.

Eliminada na última Copa, na Alemanha, nas oitavas-de-final, sem ter tomado nenhum gol, a Suíça quer ir além no Mundial da África do Sul. Em 2006, os suíços foram eliminados pela Ucrânia, depois de ter empatado, sem gols no tempo normal. Nas cobranças de pênaltis, os ucranianos levaram a melhor e avançaram na competição.

• 1930 - Não se classificou
• 1934 - quartas-de-final (7º lugar)
• 1938 - quartas-de-final (6º lugar)
• 1950 - primeira Fase (6º lugar)
• 1954 - quartas-de-final (5º lugar)
• 1958 - Não se classificou
• 1962 - primeira Fase (16º lugar)
• 1966 - primeira Fase (16º lugar)
• 1970 a 1990 - Não se classificou
• 1994 - oitavas-de-final (15º lugar)
• 1998 - Não se classificou)
• 2002 - Não se classificou
• 2006 - oitavas-de-final (10º lugar)
-------------------------------------------------------------------------------

Honduras



Após 28 anos, a Seleção Hondurenha de Futebol volta a participar de uma edição de Copa do Mundo. Os Hondurenhos chegam à África do Sul como a grande zebra por uma vaga no Grupo H.

Em sua única participação em Copas, em 1982, os hondurenhos não fizeram feio. Num grupo que era formado por Espanha, Irlanda do Norte e Iugoslávia, os hondurenhos não conseguiram a classificação para a próxima fase, mas perderam apenas uma partida (Honduras 0x1 Iuguslávia) e empataram as outras duas (1x1 com Espanha e Irlanda).

O primeiro gol de Honduras em Copas do Mundo foi marcado por Héctor Zelaya, curiosamente o mesmo sobrenome do presidente deposto em 2009.

Mesmo com pouca história no futebol mundial, a seleção de futebol de Honduras chega a sua segunda Copa do Mundo neste ano esperando conseguir pelo menos a primeira vitória na competição. Ocupando o grupo H, ao lado novamente da poderosa Espanha, e de Suíça e Chile, os hondurenhos acreditam que a zebra pode pintar nos gramados do continente africano.


• 1930 a 1978 - Não participou
• 1982 - primeira fase (18º colocado)
• 1986 a 2006 - Não participou
-------------------------------------------------------------------------------

Chile



O Chile já participou de 7 Copas do Mundo. A melhor colocação obtida em uma Copa do Mundo pelo Chile foi um terceiro lugar em 1962, quando as finais foram sediadas no seu próprio país. O Chile bateu a Iugoslávia por 1 a 0 na disputa pela terceira colocação.

Nas copas de 1930, 1950, 1966, 1974 e 1982 sempre foi desclassificada ainda na primeira fase.

Entre 1990 e 1994, o Chile foi barrado de participar das disputas de Copa do Mundo pela FIFA. Foi resultado de um incidente durante um jogo das Eliminatórias para a Copa de 90 contra o Brasil, quando o goleiro chileno Roberto Rojas fingindo estar seriamente ferido por um rojão jogado pela torcida brasileira, para forçar um abandono da partida. O Brasil ganhava o jogo por 1 a 0 com 23 minutos restantes de jogo e uma derrota eliminaria o Chile da disputa. Esperando um novo jogo, os oficiais chilenos e a equipe médica escoltaram os jogadores para fora do campo. Após estudar o vídeo do jogo, a FIFA entendeu que o rojão não havia acertado Rojas e o evento todo foi uma encenação da equipe chilena. Rojas foi banido para sempre do futebol, o Brasil ficou com o resultado de 2 a 0 e a Seleção chilena foi impedida de disputar partidas oficiais por cinco anos.

Em 98, quando foi autorizado a disputar novamente, conseguiu o feito de chegar as oitavas de final, mas foi eliminado pelo Brasil por 4x1.



Neste ano, para conseguir a vaga para a África do Sul, os chilenos começaram mal as eliminatórias, mas se reergueram na reta final, sem precisar de repescagem. Com um esquema ofensivo, a intenção do Chile é surpreender no Mundial. Apostando em seu ataque, o segundo melhor das eliminatórias sul-americanas, espera manter a efetividade na África do Sul. Tudo planejado e arquitetado pelo técnico argentino Marcelo Bielsa.

• 1930 - primeira Fase (5º lugar)
• 1934 - Não participou
• 1938 - Não participou
• 1950 - primeira Fase (9º lugar)
• 1954 - Não se classificou
• 1958 - Não se classificou
• 1962 - Semi-final (3º lugar)
• 1966 - primeira Fase (14º lugar)
• 1970 - Não se classificou
• 1974 - primeira Fase (11º lugar)
• 1978 - Não se classificou
• 1982 - primeira Fase (22º lugar)
• 1986 - Não se classificou
• 1990 - Não participou
• 1994 - Não participou
• 1998 - oitavas-de-final (16º lugar)
• 2002 - Não se classificou
• 2006 - Não se classificou
-------------------------------------------------------------------------------

sábado, 8 de maio de 2010

Thierry Henry



O atacante francês chega à Copa do Mundo marcado pelo lance que selou a classificação da França, diante da Irlanda, na repescagem: ajeitou a bola com mão para o gol de Gallas. Ele pode até perder alguns jogos, porque foi ameaçado de suspensão pela Fifa.

Se puder jogar, Henry é a peça-chave no ataque armado pelo técnico Raymond Domenech. Se no Barcelona ele se movimenta bastante e cai pelas duas pontas, na seleção ele é a referência na área, principal responsável pela artilharia. Ótimo cabeceador, é também um dos principais cobradores de faltas da equipe.

Em sua quarta Copa, Henry é o último remanescente da seleção francesa que foi campeã do mundo em casa, em 1998, e da Eurocopa de 2000, na Holanda e na Bélgica. Revelado pelo Monaco, ele jogou ainda por Juventus (Itália) e Arsenal (Inglaterra) antes de chegar ao Barcelona, em 2007. E, na África do Sul, espera mostrar boas jogadas para provar que sua “mão boba” foi só um acidente de percurso.

Humberto Suazo



Artilheiro das eliminatórias sul-americanas, com 10 gols, Suazo é a principal arma do Chile para surpreender na Copa 2010 e chegar pelo menos às oitavas de final. Centroavante nato, com bom posicionamento na área, sorte e faro de gol, ele é um verdadeiro “cigano” da bola.

Suazo começou de baixo: revelado na tradicional Universidad Católica, ele demorou para estourar, e só foi aparecer quando tinha 23 anos e foi o grande astro da terceira divisão do Campeonato Chileno, com 40 gols pelo desconhecido San Luis. Foi o suficiente para chamar a atenção do Audax Italiano, que o contratou. Não demorou muito e ele alçou voos maiores: foi chamado para a seleção chilena e negociado com o Colo Colo.

Desde 2007 até o começo deste ano ele marca seus gols no Monterrey, do México, e virou figura constante na seleção após a chegada do técnico argentino Marcelo Bielsa. Nesta semana, fechou um contrato com o Zaragoza (ESP), em sua primeira participação no futebol europeu.

Com o esquema bem ofensivo armado pelo técnico, que tem o apelido de “Loco”, e num grupo não muito complicado para o Chile, Suazo pode se dar bem e marcar seu nome na história das Copas.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Estatisticas do grupo H

Pra finalizar, alguns confrontos que já aconteceram em outras copas, entre as equipes do grupo H.

Espanha x Suíça
15/07/1966 - Espanha 2x1 Suíça

Chile x Suíça
30/05/1962 - Chile 3x1 Suíça



Espanha x Honduras
16/06/1982 - Espanha 1x1 Honduras

Chile x Espanha
29/06/1950 - Espanha 2x0 Chile

domingo, 2 de maio de 2010

Dejan Stankovic



Stankovic tentará levar à seleção da Sérvia o costume de levantar taças que adquiriu em seu clube, a Inter de Milão, onde é um dos protagonistas do time tetracampeão italiano (e favorito ao penta). Se no clube ele conseguiu se destacar em meio a tantos craques, na seleção não poderia ser diferente: dono da faixa de capitão, ele é o principal articulador do time, por onde passam todas as tentativas de gol.

Precoce, Stankovic estreou como profissional pelo seu clube de coração, o Estrela Vermelha, quando tinha 16 anos. Em 1998, aos 19, defendeu a seleção – que ainda se chamava Iugoslávia – na Copa da França. Na época, era ainda um coadjuvante, e em 2006, como protagonista, viu a seleção afundar na Alemanha, com três derrotas em três jogos e a pior goleada da Copa nas costas: 6 a 0 diante da Argentina.

Em 2010, Stankovic quer apagar essa má impressão e levar a Sérvia ao menos até as oitavas de final. Como credencial, apresenta a brilhante campanha nas Eliminatórias, com 7 vitórias em 10 jogos e mandando a favorita França para a repescagem. Convém não duvidar.

Fernando Torres



Precoce como muitos jogadores, titular do Atlético de Madrid aos 17 anos e convocado para a seleção espanhola principal desde os 19, Fernando Torres foi por muito tempo considerado um jovem de potencial que um dia ia explodir. Os críticos ironizavam, dizendo que ele daria certo junto com a seleção espanhola – e tiveram de engolir as piadas em 2008, quando a “Fúria” acabou com um jejum de quase meio século e conquistou o título da Eurocopa, na Áustria e na Suíça, com uma vitória sobre a poderosa Alemanha na decisão.

“El Niño”, como Torres é conhecido, fez nada menos do que o gol do título, e mostrou ao mundo que, enfim, já era um craque do presente, e não apenas mais um garoto de futuro.

É verdade que a Espanha voltou a decepcionar no ano passado, sendo eliminada pelos Estados Unidos nas semifinais da Copa das Confederações, mas a verdade é que a equipe nunca teve tanta chance de ganhar uma Copa do Mundo. E Torres estará lá, camisa 9 às costas, pronto para dar sua contribuição e se consagrar, de uma vez por todas, como craque.

Retrospectiva em Copas – Grupo G

Brasil:



A Seleção Brasileira de Futebol é o time mais bem-sucedido de futebol na história da Copa do Mundo, sendo a seleção nacional que mais vezes conquistou a Copa do Mundo da FIFA com cinco títulos até então (1958, 1962, 1970, 1994, 2002) e que participará de todas as edições disputadas até 2014.

O Brasil é a única nação a ter se classificado para todas as edições da Copa do Mundo. Contudo, as participações iniciais do país estavam longe de serem bem sucedidas. Isso se deve à disputa interna do futebol brasileiro sobre o profissionalismo. Esse fato fez com que a Confederação Brasileira de Futebol fosse incapaz de convocar times com a força total. Em particular, disputas entre as federações estaduais de São Paulo e do Rio de Janeiro (as duas mais importantes da época) significavam que a seleção seria composta por jogadores vindos de apenas uma das federações. Tanto na Copa de 1930, quando Preguinho marcou o primeiro gol da história da Seleção Brasileira em Copas do Mundo, na estréia contra a Iugoslávia, em que o Brasil perdeu por 2 a 1, quanto na de 1934, o Brasil foi eliminado logo na primeira fase, mas 1938 era um sinal do que viria, uma vez que o Brasil terminou em um bom terceiro lugar, com Leônidas da Silva fazendo história e sendo o primeiro jogador a marcar quatro gols em uma única partida de Copa do Mundo.

O Brasil sediou a Copa do Mundo de 1950, que foi o primeiro torneio a acontecer depois da II Guerra Mundial. O torneio de 1950 foi único por não ter uma única final, mas ao invés disso, um quadrangular final; contudo, para todos os fins o jogo decisivo entre Brasil e Uruguai serviu como "final" do torneio. A partida foi jogada no estádio do Maracanã no Rio de Janeiro (então capital do país), assistida por algo em torno de 200.000 pessoas, e o Brasil apenas precisando de um empate para ser campeão, acabou perdendo por 2 a 1 de virada; essa partida desde então ficou conhecida na América do Sul como o Maracanazo.

Para a Copa do Mundo de 1954, na Suíça, a equipe brasileira estava completamente renovada, para que a derrota do Maracanã pudesse ser esquecida, mas ainda tinha um bom grupo de jogadores, incluindo Nilton Santos, Djalma Santos e Didi. O Brasil não foi muito longe por duas razões principais: a necessidade que seus jogadores tinham para provar que não eram covardes (como muitos foram acusados em 1950) e o fato de terem enfrentado a Hungria, o melhor time daquela Copa, na terceira fase.

Em 58 o Brasil caiu no grupo mais difícil, com Inglaterra, URSS e Áustria. Eles bateram a Áustria por 3 a 0 na primeira partida, então empataram em 0 a 0 com a Inglaterra. Os brasileiros estavam preocupados com sua partida com os soviéticos, que tinham um físico excepcional e eram um dos favoritos a ganhar o torneio; sua estratégia era arriscar no começo do jogo para tentar marcar um gol logo no início. Antes da partida, os líderes do time, Bellini, Nílton Santos e Didi, falaram com o técnico e o persuadiram a fazer três substituições que seriam cruciais para o Brasil ganhar dos soviéticos e a Copa: Zito, Garrincha e Pelé começariam o jogo contra a União Soviética. No apito inicial, eles passaram a bola para Garrincha que passou por três jogadores antes de acertar a trave com um chute. Eles mantiveram a pressão sem descanso, e após três minutos que mais tarde seriam chamados de "os três minutos mais grandiosos da história do futebol", Vavá deu ao Brasil a liderança no placar. Eles ganharam a partida por 2 a 0. Pelé marcou o único gol da partida das quartas-de-final contra o País de Gales, e eles bateram a França por 5 a 2 nas semifinais. O Brasil bateu os donos da casa, Suécia, na final por 5 a 2, ganhando sua primeira Copa do Mundo e se tornando a primeira nação a ganhar um título de Copa do Mundo fora de seu próprio continente. Repetiu o feito em 2002, ao triunfar na Ásia, somando títulos em três continentes, enquanto todas as outras seleções campeãs venceram apenas em seu próprio.

Na Copa do Mundo de 1962, o Brasil conseguiu seu segundo título com Garrincha como a grande estrela, fazendo gols de cabeça e também de perna esquerda e ainda jogando com febre a final, especialmente após Pelé ter se machucado no segundo jogo e estar impossibilitado de jogar pelo resto da Copa do Mundo.

Na Copa do Mundo de 1966, a preparação do time foi afetada por influências políticas. Todos os grandes clubes do futebol brasileiro queriam seus jogadores incluídos na equipe brasileira, para lhes dar mais exposição. Nos meses finais da preparação, o técnico Vicente Feola estava trabalhando com 46 jogadores, na qual apenas 22 iriam para a Inglaterra; isso causou muitas disputas internas e pressão psicológica. O resultado foi que, em 1966, o Brasil teve uma das piores performances em todas as Copas do Mundo. Além disso, a derrota para a Hungria representou a única derrota de Garrincha com a camisa da seleção.

O Brasil ganhou sua terceira Copa do Mundo no México na Copa do Mundo de 1970. Naquela ocasião, colocou em campo o que foi considerado, segundo uma pesquisa global com especialistas, realizada pela revista inglesa World Soccer, a melhor equipe de futebol de todos os tempos [8] com Pelé, em sua última edição de Copa do Mundo, Carlos Alberto Torres, Jairzinho, Tostão, Gérson, Piazza, Clodoaldo e Rivelino.

Depois dessa conquista, a seleção passaria 24 anos sem conquistar uma Copa. Nesse meio tempo, o Brasil chegou a perder a Copa do Mundo de 1982 com uma seleção que tinha jogadores como Zico, Sócrates, Falcão e Júnior, sendo considerada por muitos a melhor seleção da história das copas.

Em 1994, o Brasil não era tido como favorito. Na Copa disputada nos Estados Unidos, o time de Carlos Alberto Parreira era considerado defensivo demais, o que contrariava o estilo do futebol brasileiro. No decorrer da competição, entretanto, o Brasil foi ultrapassando barreiras e se classificando para as fases seguintes. Foi o primeiro de seu grupo na primeira fase, depois de vencer Camarões e a Rússia e empatar com a Suécia. Nas oitavas-de-final da Copa, eliminou a Seleção dos EUA em pleno dia 4 de julho. Nas quartas-de-final, em jogo emocionante, eliminou a Holanda e, nas semifinais, voltou a encontrar com a Suécia, despachando o selecionado do país escandinavo. Na final, derrotou a Itália nos pênaltis, após um empate sem gols no tempo normal e na prorrogação. Passaria assim a ser a primeira seleção a conquistar quatro copas do mundo e a primeira a conquistar o título através da cobrança de penalidades máximas.

Outra vez a Seleção não era vista como favorita. E, outra vez, acabou surpreendendo bastante. Na Copa do Mundo de 2002, Ronaldo foi convocado, o que gerou muitas dúvidas se realmente tinha condições de jogar, pois estava a dois anos parado, por problemas de contusão. Porém, na Copa, teve grandes atuações. O Brasil, que eliminou as seleções da Bélgica, Inglaterra, Turquia e Alemanha, esta última na final, acabou tendo Ronaldo como o artilheiro, com oito gols, sendo grande nome da seleção, conquistando assim o seu quinto título, vencendo todas as partidas, e mantendo sua hegemonia.

Comparação entre as 5 Campanhas Campeãs da Seleção Brasileira:

* Melhor - 2002 - 7 (sete) Vitórias; saldo de gols =14, saldo de gols por jogo = 2; gols pró = 18
* segunda melhor - 1970 - 6 (seis) Vitórias; saldo de gols =12, saldo de gols por jogo = 2; gols pró = 19
* terceira - 1958 - 5 (cinco) Vitórias + 1 (um) Empate; saldo de gols =12
* quarta - 1962 - 5 (cinco) Vitórias + 1 (um) Empate; saldo de gols =9
* pior - 1994 - 5 (cinco) Vitórias + 2 (dois) Empates (em um venceu nos penalties);

• 1930 - primeira Fase (6º lugar)
• 1934 - primeira Fase (14º lugar)
• 1938 - semi-final (3º lugar)
• 1950 - Vice-campeão
• 1954 - quartas-de-final (5º lugar)
• 1958 - Campeão
• 1962 - Campeão
• 1966 - primeira Fase (11º lugar)
• 1970 - Campeão
• 1974 - semi-final (4º lugar)
• 1978 - semi-final (3º lugar)
• 1982 - segunda Fase (5º lugar)
• 1986 - quartas-de-final (5º lugar)
• 1990 - oitavas-de-final (9º lugar)
• 1994 - Campeão
• 1998 - Vice-Campeão
• 2002 - Campeão
• 2006 - quartas-de-final (5º lugar)
-------------------------------------------------------------------------------

Portugal:



Portugal qualificou-se pela primeira vez para um mundial em 1966 onde bateu o Brasil, a Hungria, e a Bulgária na fase de grupos. Nos quartos-de-final Portugal defrontou a Coreia do Norte vencendo por 5-3 depois de estar a perder por 3-0. Eusébio foi o grande herói da partida tendo marcado quatro gols. Na semi-final, Portugal viria a ser derrotado pela anfitriã e eventual campeã, Inglaterra, por 2-1.
No jogo para definir o terceiro lugar, Portugal venceu a União Soviética por 2-1, terminando em 3º Lugar.

Portugal só voltaria a qualificar-se para um Campeonato do Mundo em 1986 onde não passou da primeira fase depois de uma vitória e duas derrotas. A Selecção começou por vencer a Inglaterra por 1-0 mas depois perdeu os dois últimos encontros frente à Polónia e a Marrocos por 1-0 e 3-1, respectivamente.

No Campeonato do Mundo de 2002, na fase final de grupos, a Selecção das Quinas derrotou a Polónia por 4-0 depois de perder para os EUA por 3-2, e era obrigada a vencer ou empatar a Coréia do Sul para avançar para os oitavos-de-final, algo que não conseguiu. João Pinto foi expulso num lance muito polémico, após alegadamente ter agredido o árbitro. Apesar dos EUA ter perdido para a Polónia, o que tornava possível o apuramento de Portugal apenas com um empate, devido à diferença de gols, a Coreia do Sul acabou por derrotar Portugal com um gol de Park, agora jogador dos Red Devils, afastando assim a geração de Ouro do sonho da conquista de um Mundial. A derrota frente à Coreia do Sul marcou um ponto de viragem na seleção portuguesa, onde, a partir daí, viria a qualificar-se para todos os mundiais e europeus.

Em 2006, Scolari levou a Seleção Portuguesa às semifinais no Campeonato do Mundo de 2006 depois de derrotar as Seleções de Angola, Irã e México na fase de grupos. Nas oitavas-de-final, Portugal derrotou a Holanda por 1-0 , a Inglaterra nas quartas-de-final por 3-1 nos penaltys, após o empate 0x0 no tempo regulamentar. Portugal cada vez mais perto de chegar à final de um campeonato do mundo pela primeira vez na história da equipe, acabaria por ser derrotada na semi-final pela França por 1-0.

No jogo para definir o 3º classificado, Portugal defrontou a Alemanha, jogo que perdeu por 3 - 1, terminando a competição em 4º lugar.

• 1930 - Não participou
• 1934 a 1962 - Não se classificou
• 1966 - semi-final (3º lugar)
• 1970 a 1982 - Não se classificou
• 1986 - Primeira Fase (17º lugar)
• 1990 a 1998 - Não se classificou
• 2002 - Primeira Fase (21º lugar)
• 2006 - semi-final (4º lugar)
-------------------------------------------------------------------------------

Coréia do Norte



A misteriosa Coreia do Norte está de volta à Copa do Mundo depois de 44 anos. No Grupo G, os norte-coreanos têm como primeiro adversário no Mundial de 2010, nada menos que: o Brasil.

Sua única participação em Copa do Mundo até então, em 1966, se classificou para as quartas-de-final, surpreendentemente eliminando a Itália. A Itália, ainda na primeira fase, precisava apenas de uma vitória simples sobre a Coréia do Norte para se classificar. Era seu último jogo na fase classificatória e então ocorreu o impensável: a inocente seleção asiática venceu a partida por 1x0 e eliminou a squadra azurra.

Nas quartas-de-final, os norte coreanos fizeram um dos jogos mais emocionantes da Copa. Contra a favorita seleção de portugal, saíram ganhando por 3 a 0. Foi aí que Eusébio começou a brilhar. Com quatro gols seus, o time português virou e fez 5 a 3 e a Coréia foi eliminada.

A seleção da Coreia do Norte é talvez uma das únicas equipes do mundo que atua de forma defensiva e não tem vergonha disso. O técnico Kim Jong Hun implantou um esquema 4-5-1 muito efetivo durante as eliminatórias e, assim, conseguiu derrubar os favoritos Irã e Arábia Saudita. Na Copa do Mundo de 2010, a aposta nos contra-ataques será uma necessidade diante de adversários melhores, como são Brasil, Portugal e Costa do Marfim. O jogo mais especial da equipe será contra Portugal, algoz na única participação anterior da Coreia do Norte, em 1966.

• 1930 a 1962 - Não participou
• 1966 - quartas-de-final (8º lugar)
• 1970 a 2006 - Não se classificou
-------------------------------------------------------------------------------

Costa do Marfim



Apesar de ser uma das grandes seleções da África, sempre teve problemas para se qualificar para as Copas do mundo. A marca da evolução de seu futebol é de ter muitos de seus principais jogadores atuando em grandes clubes europeus, como é o caso de Didier Drogba, Salomon Kalou, Emmanuel Eboué e Kolo Touré.

Em 2006, a seleção Marfinesa estreou em copas do mundo, no chamado "Grupo da Morte", com Argentina, Países Baixos e Sérvia e Montenegro, e acabou sendo eliminada já na primeira fase, ficando em 19º lugar na classificação geral.

O time marfinense é atualmente considerado o melhor time africano que vai ao mundial. No entanto, é uma equipe muito dependente de um jogador: Didier Drogba. O camisa 11 é titular absoluto e principal ídolo do país e também é artilheiro do Chelsea (ING), que pode levantar nesta temporada mais um título inglês.

Mesmo com a estrela em campo, a equipe da terra dos elefantes tem muitos pontos fracos, como no setor defensivo, que pode prejudicar ainda na primeira fase. A Costa do Marfim está na mesma chave de Brasil, Portugal e Coreia do Norte e pode ser umas das zebras na segunda fase, já que as seleções favoritas à classificação, são as brasileira e portuguesa.

• 1930 a 2002 - Não participou
• 2006 - primeira fase (19º lugar)
-------------------------------------------------------------------------------

Clip Oficial da Copa do Mundo 2010

Assistam ao vídeo oficial produzido pela Fifa para promover a Copa na áfrica.
A música “Time for Africa”, foi gravada pela colombiana Shakira.

Arjen Robben

"Robben está pronto para uma carreira fabulosa. Ele sabe que eu espero muito dele, mas tenho certeza de que vai corresponder a todas as minhas expectativas"

A afirmação é do ídolo holandês Johan Cruyff, um dos maiores jogadores que o mundo já viu e, claro, fã de carteirinha de Arjen Robben.



No jogo de abertura da Copa do Mundo de 2006, a Holanda jogou contra a Sérvia e Montenegro, e Robben marcou um gol aos 18 minutos e foi eleito o Man of the match ("Homem do jogo") pela FIFA. No jogo contra a Costa do Marfim, Robben recebeu este prêmio pela segunda vez, tornando-se assim um dos oito jogadores do torneio que conquistaram o prêmio por mais de uma vez. A Holanda se classificou junto com a Argentina, após um 0-0 entre as duas seleções no jogo mais esperado do grupo.

De acordo com os cruzamentos pré-definidos das oitavas-de-final, a Holanda enfrentou a primeira colocada do grupo D, a seleção portuguesa, que havia se classificado com 100% de aproveitamento na fase de grupos, sofrendo apenas um gol. Após um grupo dificílimo na primeira fase, esta era mais uma "pedreira" para a oranje, já que os portugueses também eram apontados como um dos favoritos à conquista do título. A Holanda foi precocemente eliminada do torneio após perder por 1-0, gol de Maniche.

Dotado de uma grande habilidade em sua perna esquerda, Arjen Robben que hoje defende o Bayern de Munique, estará também na Copa do Mundo 2010 e tem tudo para se destacar pela seleção holandesa tanto quanto já vem fazendo pelo time alemão.

Agora como principal jogador do Bayern e vivendo brilhante fase, Robben poderá deixar seu nome na história com um bom desempenho no Mundial da África do Sul. Tudo dependerá também do rendimento da Holanda, quase sempre vista como favorita, mas que costuma cair diante de seleções ainda mais poderosas.

sábado, 1 de maio de 2010

Estatísticas do Grupo G

Temos somente dois confrontos já ocorridos em outras copas com os integrantes deste grupo. E ambos os confrontos aconteceram no mesmo ano. 1966.

Portugal x Coreia do Norte
23/07/1966 - Portugal 5x3 Coreia do Norte

Os norte-coreanos haviam se classificado para a Copa do Mundo da FIFA ao vencerem a Austrália, depois que os outros países asiáticos e africanos se retiraram da competição em protesto pela decisão de permitir apenas uma vaga para ambos os continentes. Com um futebol rápido e harmonioso, a Coreia do Norte surpreendeu a Itália na última partida da fase de grupos. O gol solitário de Pak Doo Ik no estádio Ayresome Park em Middlesbrough levou a seleção asiática às quartas-de-final e despachou os italianos de volta para casa, onde foram recebidos com uma chuva de tomates.

Em uma das partidas mais emocionantes da competição, os norte-coreanos quase protagonizaram uma zebra ainda maior nas quartas-de-final, marcando 3 a 0 contra Portugal em apenas 25 minutos de jogo. Mas os asiáticos acabaram derrotados por 5 a 3 depois que Eusébio e os seus companheiros acordaram. Em uma atuação brilhante, o craque português virou o jogo praticamente sozinho e, aos 15 minutos do segundo tempo, já havia feito quatro gols.


------------------------------------------------------------------------------
Portugal x Brasil
19/07/1966 - Portugal 3x1 Brasil

Quantos jogadores no mundo podem estufar o peito e dizer: “em duelos diretos com Pelé eu venci”? Raríssimos. Eusébio da Silva Ferreira, português para o futebol, moçambicano de nascimento, é um deles. Contemporâneo do Rei, obteve, mesmo com tudo o que Pelé representava na época, o merecido destaque por seu majestoso futebol e sua incrível capacidade de marcar muitos gols.

Foi em 1966, na Inglaterra, que ocorreu o mais marcante duelo de Eusébio contra Pelé. Brasil e Portugal caíram no mesmo grupo naquela Copa. Os portugueses chegavam à última rodada praticamente classificados, com duas vitórias (3 a 1 na Hungria e 3 a 0 na Bulgária, com um gol do Pantera). Os brasileiros haviam vencido os búlgaros (2 a 0, um de Pelé) e sido derrotados pelos húngaros (3 a 1). Mesmo bagunçada, aquela seleção tinha, além do Rei, nomes como Gilmar, Djalma Santos, Jairzinho, Tostão, Gérson e Garrincha. No duelo direto, com Pelé caçado pelos adversários, Eusébio marcou duas vezes e Portugal derrotou o Brasil por 3 a 1 e eliminou os bicampeões do mundo na fase inicial, algo que os patrícios sonham ver de novo na África do Sul. Os gênios da língua de Camões estavam quites agora.

Retrospectiva em Copas – Grupo F

Itália:



A Seleção Italiana de Futebol é a segunda mais bem sucedida seleção de futebol em Copas do Mundo, tendo saído vitoriosa em quatro.

A cor tradicional da camisa da seleção é em homenagem à antiga casa real italiana de Savóia, cuja família reinou o país de 1861 até 1946 e tinha como o brasão imperial a cor predominante azul claro (azzurro em italiano) e, portanto, os membros da seleção são apelidados Azzurri e a seleção, de Squadra Azzurra.

A Itália foi a primeira seleção a conquistar duas copas do mundo consecutivamente e, a segunda a conquistar quatro títulos da Copa do Mundo ("tetracampeonato").

Os italianos querem conquistar o pentacampeonato e se igualarem à seleção canarinha em números de conquistas. A Itália quer entrar no mundial deste ano, como entrou na Copa em 2006. Sem favoritismo nenhum e com muita raça e tradição italiana em campo.

São quatro conquistas (1934, 1938, 1982 e 2006), e em nenhuma das edições a Azzurra entrou como candidata ao título. A Itália deixou de participar da competição nos anos de 1930 e 1958. Por duas vezes os italianos chegaram à final e foram derrotados (inclusive, em 1994, quando o Brasil venceu nos pênaltis, e comemorou o tetra), e tem no currículo um terceiro lugar.

• 1930 - não disputou
• 1934 - Campeão
• 1938 - Campeão
• 1950 - primeira Fase (7º lugar)
• 1954 - primeira Fase (10º lugar)
• 1958 - não se classificou
• 1962 - primeira Fase (9º lugar)
• 1966 - primeira Fase (9º lugar)
• 1970 - Vice-campeão
• 1974 - primeira Fase (10º lugar)
• 1978 - semi-final (4º lugar)
• 1982 - Campeão
• 1986 - segunda Fase (12º lugar)
• 1990 - semi-final (3º lugar)
• 1994 - Vice-campeão
• 1998 - quartas-de-final (5º lugar)
• 2002 - oitavas-de-final (15º lugar)
• 2006 - Campeão
-------------------------------------------------------------------------------
Paraguai:



O Paraguai chega para disputar sua oitava Copa do Mundo. Somente em três ocasiões (1986, 1998 e 2002), os paraguaios avançaram para a segunda fase do Mundial.

Em 1986, foi eliminado pela Inglaterra numa goleada. 3x0.
Em 1998 pela França, 1x0.
E em 2002 pela Alemanha, também 1x0.

Nos últimos anos, o país vem se destacando como a terceira força do futebol na América do Sul, atrás de Brasil e Argentina e na frente do Uruguai. O Paraguai vai para sua quarta Copa seguida, conquistando em todas elas a classificação sem sufoco, como as Eliminatórias para o Mundial da África, quando liderou a competição na maior parte do tempo, terminando com a segunda vaga atrás somente da seleção brasileira.

Porém, os paraguaios terão um grande problema para a disputa em solo africano, devido ao drama vivido pelo seu principal jogador, o artilheiro Salvador Cabañas, que se recupera de um atentado, quando foi baleado na cabeça.

• 1930 - primeira Fase (9º lugar)
• 1934 - não disputou
• 1938 - não disputou
• 1950 - primeira Fase (11º lugar)
• 1954 - não se classificou
• 1958 - primeira Fase (9º lugar)
• 1962 a 1982 - não se classificou
• 1986 - Oitavas de Final (13º lugar)
• 1990 - não se classificou)
• 1994 - não se classificou
• 1998 - Oitavas de Final (14º lugar)
• 2002 - oitavas-de-final (16º lugar)
• 2006 - OPrimeira Fase (18º lugar)
-------------------------------------------------------------------------------

Nova Zelândia



A Seleção Neozelandesa de Futebol é também conhecida como All Whites, uma referencia à cor de seu uniforme principal, que é todo branco.

A única participação da Nova Zelândia em Mundiais foi em 1982, quando foi eliminada ainda na primeira fase (e foi goleada pelo Brasil, por 4 a 0).
Também perderam para Escócia (Nova Zelândia 2x5 Escócia) e para União Soviética (Nova Zelândia 0x3 União Soviética)

• 1930 a 1962 - não disputou
• 1966 a 1978 - não se classificou
• 1982 - primeira fase (23º lugar)
• 1986 a 2006 - não se classificou

-------------------------------------------------------------------------------

Eslováquia



Pela primeira vez como nação independente da extinta Tchecoslaváquia, a seleção da Eslováquia vai a uma Copa do Mundo. Os eslovacos podem ser a zebra no mundial, ou ser o saco de pancadas do Grupo F.

A seleção da Tchecoslováquia foi duas vezes vice-campeã (1934 e 1962) em oito participações na Copa do Mundo. Em 1993, a República Tcheca e a Eslováquia decidiram dissolver a federação da Tchecoslováquia e declararam suas respectivas independências. Depois da dissolução do país a República Tcheca e a Eslováquia passaram a competir em separado. Em 2006 a República Tcheca participou da Copa do Mundo da Alemanha. Agora é a vez dos eslovacos participar com sua própria seleção na Copa do Mundo na África do Sul.

Como Tchecoslováquia
• 1930 - Não Participou
• 1934 - Vice-campeã
• 1938 - 5º Lugar (quartas de final)
• 1950 - Não se classificou
• 1954 – 14º Lugar (Primeira fase)
• 1958 - 9º Lugar (Primeira fase)
• 1962 – Vice-campeã
• 1966 - Não se classificou
• 1970 - 15º Lugar (Primeira fase)
• 1974 - Não se classificou
• 1978 - Não se classificou
• 1982 - 19º Lugar (Primeira fase)
• 1986 - Não se classificou
• 1990 - 7º lugar (Quartas de final)
• 1994 - Não se classificou

Como eslováquia
• 1998 a 2006 - Não se classificou
-------------------------------------------------------------------------------